11.2.05
NOMES E SOBRENOMES LIBANESES
A Questão da Tradução

De acordo com Mansour Challitta – um dos principais escritores de ascendência libanesa e principal tradutor brasileiro das obras de Gibran para o português – “muitos emigrantes recorreram ao expediente de traduzir o nome para tirar-lhe a conotação árabe, responsável pela confusão com os turcos”.

Challitta argumenta que diversos sobrenomes libaneses foram vertidos para o inglês, para o espanhol e para o português. Eis alguns exemplos:

Inglês

Hanna El-Ferran – John Baker
Boutros El-Haddad – Peter Smith
Boutros Al-Asmar – Peter Brown

Espanhol

Daher Fares Lahd – Alfredo Feliz da Luz
Hanna El-Mkihs – Juan Serio

Português

Youssef Dau – José da Luz
Antun Chaniny – Antonio Ramos
Hanna Dib – João Lobo
Naum Chedid – José Maria Fortes

A tradução de nomes e sobrenomes tornou-se incomum nos dias de hoje, mas é bastante provável que, em razão das que foram operadas no passado, vários descendentes de libaneses desconheçam suas origens mais remotas.
Escrito por Confelibra as 9:59 AM

28 Commentários:

Anonymous Guilhermo Auletta Disse...

Oi. Estou começando a procurar a origem de um sobrenome do meu bisavô, que quando chegou ao Brasil foi traduzido para Simão.
Se vc puder me ajudar, agradeço.

9:36 AM 
Blogger Marco Aurélio Simão Disse...

Poxa, eu tbm Guilhermo.

Será que é da mesma família?

Meu nome é Marco Aurélio Simão hehehe

Se descobrir alguma coisa dá um toque.

Minha tia comentou q descobriram mas nao consegui perguntar ainda, soh lembro que tinha UR no final rsrsr

Me contata pelo e-mail marco.a.simao@gmail.com

6:42 PM 
Blogger Unknown Disse...

Meu avô veio do Líbano morou em Ibitinga
Quero saber a cidade de onde é no Líbano
Seu nome foi traduzido pá Jorge Pedro Ferreira (Haddad).

3:28 PM 
Blogger Lígia Disse...

Oi pessoal meu nome é Lígia fiquei sabendo que meu pai é libanês e sempre foi chamado assim sei que é muito difícil encontrar uma pessoa nessas condições sei que na época ele tinha 30 anos e se relacionou com minha mãe de 22, tbm sei que ele tinha uma barraca não sei informar se era no Brás ou na 25 sei que nasci em Santo Amaro quem conhecer essa história por favor queria muito conhecer meu pai biológico. ligiajna@hotmail.com

8:00 PM 
Blogger Lígia Disse...

Oi pessoal meu nome é Lígia fiquei sabendo que meu pai é libanês e sempre foi chamado assim sei que é muito difícil encontrar uma pessoa nessas condições sei que na época ele tinha 30 anos e se relacionou com minha mãe de 22, tbm sei que ele tinha uma barraca não sei informar se era no Brás ou na 25 sei que nasci em Santo Amaro quem conhecer essa história por favor queria muito conhecer meu pai biológico. ligiajna@hotmail.com

10:09 PM 
Blogger Rose Disse...

Simão aqui também . sé souber de algo me conte

4:33 PM 
Blogger Rose Disse...

Simão aqui também . sé souber de algo me conte

4:33 PM 
Anonymous Anônimo Disse...

Você sabe o primeiro nome dele? A barraca era de que?
Conheço uma história parecida.so que no caso a criança é homem.

10:20 PM 
Anonymous Anônimo Disse...

O nome Lahan pode ser um,nome próprio no Brasil?

9:30 PM 
Blogger Falante Disse...

Oi, queria saber mais sobre a história da minha família paterna,não sou tão proxíma deles e não acho nada na internet, o sobrenome é Mastub e dizem que é de descendência sírio libanesa, quem souber de algo, por favor avise

11:18 PM 
Anonymous Anônimo Disse...

Também quero saber mais sobre o sobrenome Mastub.

12:15 PM 
Blogger antonio carlos aiass maia Disse...

Olá, o meu avô veio como sírio-libanes e tinha como nome registrado no cartório Cassim Hossaim Aiass ele morou e faleceu aqui no município de Benevides no Estado do Pará.
Chegou por aqui mais ou menos por volta de 1915 e faleceu no ano de 1959 com 96 anos. A princípio vendia de porta em porta e depois montou um comércio de gêneros. Dizia ter uma filha de nome Ressima lá no líbano.

4:30 PM 
Blogger antonio carlos aiass maia Disse...

aiassgn@yahoo.com.br

4:32 PM 
Blogger Luciano Disse...

O sobrenome original de vcs é Symaw

9:54 PM 
Blogger Luciano Disse...

Symaw

9:54 PM 
Blogger Luciano Disse...

Provavelmente veio de Zahle, no Monte Líbano; Zahle se pronuncia "Zarle" com R bem carioca e é uma região vinícola muito bonita, montanhosa e fria !!! Neva muito no inverno e faz muito calor no verão

9:56 PM 
Blogger Luciano Disse...

Se veio em 1915, deve ser de Zahle tb; veja outra resposta que dei acima sobre a cidade; se ele era católico, com certeza veio de Zahle; a região era católica e eles fugiram da opressão do império Otomano, que foi extinto de 1919

10:00 PM 
Blogger Luciano Disse...

Fugiram nessa época da I Guerra Mundial

10:01 PM 
Blogger Luciano Disse...

Após a guerra o Imperio foi extinto e o Líbano se tornou Colonia francesa com a partilha dos territórios entre os aliados vencedores da guerra; mas o território libanês ainda era parte da Síria, se separando somente em 1953

10:03 PM 
Blogger Unknown Disse...

Gente, me ajudem, meu sobre nome é Babdeti mas minha tia fala que ele foi "abrasileirado" meu vô veio pro rio de janeiro com 17 anos e tenho família no líbano, Califórnia e Japão só que quando jogo no Google só aparece meus familiares kkkk, vocês poderiam me ajudar?????

2:49 PM 
Blogger Unknown Disse...

Ele veio pra cá acho que foi 18 quase 1900.
Meu email jozeoliver@hotmail.com

2:51 PM 
Blogger Wendell Disse...

Este comentário foi removido pelo autor.

12:23 AM 
Blogger Wendell Disse...

Oi... Sempre tive curiosidade em conhecer a história da minha família, recentemente descobri que meus tataravó se vieram do Líbano, chamavam George Naym Selym Hage e Nour Nassarola Mansour e no registro consta a cidade de Massouriny Motym... procurando na internet eu não encontrei essa cidade, provavelmente não existe mais ou era apenas um povoado... se puder ajudar com mais informações,eu agradeço. Email: wendellam@gmail.com

12:24 AM 
Blogger Cláudia Becil Disse...

Oi, gostaria muito de saber sobre a minha família paterna. Meu avô nasceu em Batroun e a família é Becil Chicane. Alguém ajuda?

1:12 PM 
Blogger sonho minha casa Moradia Disse...

Teófilo é o sobrenome muito difícil de decifrar,quem tiver notícia desta família do Nordeste inf no e-mail (marcos.andrezinho@hotmail.com)

6:57 PM 
Blogger Unknown Disse...

Sou descendente de sírio-libaneses da família Bez ou Bezz. Meus bisavós Ignacio João e Julia Constatino vieram do Oriente Médio entre 1889 e 1901. Eram filhos de João Bezz e Ruania Francisco e Constantino Cheim e Euphorina Feres, de acordo com os registros de nascimento dos meus tios avôs nos anos 1910 já no Brasil. A grafia do sobrenome variava bastante em suas proprias assinaturas como Bezz, Bez, Bezzi, Beze ou Bezze. Possivelmente tiveram seus nomes e de seus pais traduzidos ao adentrar ao Brssil. Gostaria de saber mais sobre seus nomes em árabe e sobre a origem do sobrenome.

10:58 PM 
Blogger Pensante Disse...

Se alguém souber mais sobre a família Mastub (principalmente no estado do Acre) por favor, entre em contato no e-mail clarinando0@gmail.com

6:37 PM 
Anonymous Anônimo Disse...

Oi sou da familia cecyn ou sessim e queria saber mais pois no google não acho nada .obrigada

1:14 PM 

Postar um comentário

<< Voltar

Governamental
Embaixada do Líbano no Brasil

Comunidades no Orkut
Quase Libaneses
Comunidade libanesa no Brasil
Lebanon
Juventude Líbano-Brasileira


Informações Gerais
Lebanon Wire

Notícias
An-Nahar Daily
La Revue du Liban
The Daily Star

Turismo no Líbano
Destination Lebanon
Lebanonline

Fotos e Mapas
Lebanon Panorama
Mapas do Oriente Médio

Educação
Universidade Americana de Beirute
Universidade Líbano-Americana
Universidade de Balamand
Universidade de Notre Dame
Universidade Saint-Joseph
Universidade Árabe de Beirute
Universidade de Beirute
Colégio Evangélico Armênio
Brumana High School